fbpx

Seja o primeiro a saber.
Assine a nossa newsletter.

Tenho uma entrevista de emprego. E agora?

Untitled design (24)

Por Douglas Marangon

A maior parte dos processos seletivos, seja para empresas, ONGs, grupos universitários, ou até mesmo para bolsas de intercâmbio, tem pelo menos uma entrevista (grandes empresas chegam a fazer até 9 ou 10 entrevistas com um único candidato!). Se você chegou até a etapa da entrevista, é porque você já foi selecionado entre outros candidatos por se destacar em alguma coisa, e é agora, nessas etapas finais, que você precisa dar o seu melhor para garantir a vaga.

Entrevistas são uma ciência, e para dominarmos essa ciência, precisamos entender como cada passo da entrevista funciona, o que se passa na mente dos avaliadores, e o que devemos fazer em cada situação. Então prepare o bloco de notas e mãos à obra! E lembre-se: conseguir a vaga não é questão de sorte, é preparo.

 

ANTES DA ENTREVISTA

Conhecendo a você mesmo

O processo de preparação para qualquer entrevista começa muito antes da entrevista em si. Como em uma apresentação artística, são horas e horas de preparação antes da apresentação final, que deve ser impecável.

Durante a entrevista, você precisará falar sobre você, e o primeiro passo é justamente conhecer mais sobre você mesmo. Organize um dossiê da sua vida: conte um pouco sobre a sua história, liste alguns eventos marcantes para você. Inclua quais são suas ambições, anote as ideias que você teve ao longo do caminho, quais foram os trabalhos que você desempenhou, quais são os assuntos que você gosta de estudar, quais idiomas você fala, quais prêmios já ganhou, quais foram os trabalhos voluntários que você já fez, quais são seus hobbies, e todas as outras informações que você achar pertinentes. O objetivo desse levantamento é você entender a sua trajetória. Uma ótima ferramenta para fazer isso é o Trello, que já mencionamos nesse outro post aqui!

Agora que você já sabe tudo sobre você mesmo, é hora de colocar você mesmo em perspectiva. O que te diferencia dos outros? Quais são seus pontos fortes e fracos? Como você se destacou em cada um dos trabalhos que citou anteriormente? Qual foi o momento mais marcante? Por quê? Faça perguntas que te levem a entender quais são as suas características, teste as suas habilidades (você é realmente paciente? Você é realmente perfeccionista?) e converse com as suas conexões: entenda o que seus amigos, familiares e colegas de trabalho acham sobre você. Isso vai te ajudar a entender a imagem que as pessoas têm de você e a imagem que você vai passar na hora da entrevista.

Todo processo seletivo é uma jornada de autoconhecimento. Independente do resultado, aproveite a preparação para conhecer um pouco mais de você. É surpreendente como descobrimos coisas sobre nós mesmos quando fazemos esse tipo de atividade.

Conhecendo a sua vaga

Além de saber falar sobre você, você precisará saber falar sobre a vaga que vai ocupar. Pesquise tudo que encontrar sobre o local em que você quer trabalhar. Quais atividades você vai desempenhar lá? Quais são os projetos que a empresa executa? Como é a cultura organizacional da empresa? Há quantos anos ela existe? O que eles esperam de você? O que você espera deles? Saber como a empresa funciona é fundamental e demonstra interesse na vaga, algo que os entrevistadores definitivamente procuram durante a entrevista.

Também é muito importante saber todas as regras do processo seletivo, bem como datas importantes e documentos necessários. No dia da entrevista, seja pontual, vista-se de acordo com a cultura organizacional da empresa, e não tenha medo da entrevista. Apenas seja você mesmo.

 

Gostou das nossas dicas?
Inscreva-se no nosso newsletter para receber todas as nossas postagens. A vaga já é sua! 😉