fbpx

Seja o primeiro a saber.
Assine a nossa newsletter.

Durante a entrevista de emprego

Untitled design (25)

Por Douglas Marangon.

O grande dia chegou. A entrevista final. Lá está você, sentado na sala de espera, esperando ser chamado. Geralmente é nessas horas que o nervosismo aumenta. E se eu não souber responder uma pergunta? E se eles não gostarem de mim? Como fazer uma boa entrevista?

O primeiro passo é manter a calma. A maior parte das entrevistas de hoje em dia são entrevistas chamadas de entrevistas semi-estruturadas, onde os entrevistadores não tem uma lista pronta de perguntas, mas sim um roteiro de assuntos que podem abordar com você, no formato de uma conversa descontraída. O objetivo é justamente fazer com que você se sinta mais a vontade para falar sobre coisas que realmente reflitam sobre a sua personalidade – ao invés de respostas prontas que não trazem informações relevantes.

A entrevista é o momento que você tem para se vender para as pessoas que estão do outro lado da mesa. São elas que podem definir se você passa para a próxima etapa e consegue a vaga ou não. Vale a pena lembrar que a maior parte da entrevistas são feitas por mais de um entrevistador – não para intimidar os candidatos, mas porque cada um avalia uma gama de aspectos diferentes em cada candidato. Enquanto um avalia aspectos profissionais, outro pode estar avaliando aspectos pessoais, por exemplo.

Nas entrevistas realizadas pela Google, um dos entrevistadores é um gestor do departamento do candidato, e outro é uma pessoa de uma área completamente diferente, que não vai trabalhar com o candidato em questão. O objetivo é deixar a seleção com menos viés pessoal por parte do gestor, explica Laszlo Bock, no livro Um Novo Jeito de Trabalhar.

Uma das melhores formas de mandar bem em entrevistas é entender o que se passa na cabeça dos entrevistadores e qual é o tipo de informação que eles procuram com cada pergunta. Eles estão lá para avaliar aspectos da sua personalidade, detectar possíveis red flags que possam te desclassificar do processo seletivo, e identificar qualidades excepcionais que façam você se destacar em relação aos outros candidatos. Na grande maioria dos casos, os entrevistadores estão mais interessados em como você responde uma pergunta do que o que você responde em si.

Quer saber o que está sendo avaliado? Veja este post.