Seja o primeiro a saber.
Assine a nossa newsletter.

Entrevista de Emprego: o que é avaliado?

photo-1525168094818-75d9898e1a2e

Por Douglas Marangon

Existem vários critérios avaliados pelos entrevistadores em uma entrevista de emprego. Eles dependem da cultura existente na organização, nas funções do cargo em questão e da preferência dos gestores por determinados estilos de trabalho. Mesmo com tantas peculiaridades, algumas características são procuradas com mais frequência e preparar-se pensando nelas pode te deixar mais próximo ao seu objetivo de ingressar a equipe.

Separamos as principais em três grupos:

 

CLUSTER SOCIAL 

Nessa parte da entrevista, os avaliadores estão interessados em saber sobre suas habilidades de lidar com outras pessoas, fazer e manter amizades, identificar qual seu nível de influência e qual a sua iniciativa para fazer novos projetos e engajar pessoas a tomar algum tipo de ação. Possíveis perguntas:

  • – Quando você teve que fazer algo, mas não conseguia fazer sozinho, o que fez?
  • – Onde você se vê daqui a 10 anos?
  • – Qual foi a última vez que você precisou convencer alguém a fazer alguma coisa?

 

CLUSTER INTELECTUAL 

Nesse momento, os entrevistadores estão interessados em saber qual é a sua habilidade de aprendizado, ou seja, se você consegue aprender coisas novas com facilidade, e sua habilidade cognitiva como um todo. Possíveis perguntas:

  • Cite uma qualidade e um defeito seu. Como cada um deles influencia na sua vida?
  • – Qual foi o melhor livro que você já leu?
  • – Me fale sobre a última vez que você foi criativo.

 

CLUSTER DE ATITUDE 

Esta é provavelmente a parte mais importante da entrevista, onde os entrevistadores irão avaliar sua motivação para fazer alguma coisa se tornar realidade, ou seja, seu “Need for Achievement”, a sua vontade intrínseca de alcançar algum objetivo. Além disso, é nessa seção onde os avaliadores fazem perguntas para avaliar a sua resiliência, ou seja, sua habilidade de se adaptar à mudanças no ambiente, de receber feedbacks, e de trabalhar em equipe. Possíveis perguntas:

  • Qual característica sua é mais difícil de lidar para os outros?
  • – Qual foi o maior erro que você já cometeu? De quem foi a culpa?
  • – Você costuma assumir tarefas que não são designadas à você?

OUTRAS HABILIDADES

Além desses três grupos principais, outras habilidades importantes que podem ser avaliadas são comprometimento, profissionalismo, perguntas sobre a cultura da empresa e perguntas específicas sobre as atividades que serão desenvolvidas na vaga procurada. Outras perguntas que são clássicas em entrevistas são as seguintes:

  • Por que você quer trabalhar aqui?
  • – Me conte um pouco sobre você.
  • – O que te deixa irritado(a)?
  • – Quais são seus hobbies?

Perceba que nenhuma dessas perguntas tem resposta certa ou errada, porque o que os entrevistadores estão interessados em saber é a forma como você responde as perguntas, e não o que você responde. O trabalho deles é buscar na sua resposta, indícios que definam quem você é e como você desempenha seu papel se for contratado. Os entrevistadores dificilmente farão perguntas óbvias, do tipo “você se considera uma pessoa organizada?”, porque esse tipo de pergunta, no fundo, não traz informações precisas.

Existem algumas empresas, entretanto, que também apostam em um tipo de pergunta um tanto quanto peculiar para avaliar a habilidade que o candidato tem para resolver um problema. São perguntas do tipo “Quanto você cobraria para limpar todas as janelas de São Paulo?” ou “Quantos pianos existem na Polônia?” ou ainda “Como você faria para escapar de um liquidificador ligado se você fosse do tamanho de um grão de arroz?”. Muito comum em processos seletivos de empresas de consultoria estratégica, essas perguntas, assim como as outras, não possuem respostas certas. Os entrevistadores estão interessados em avaliar quais foram os métodos que você utilizou para chegar em uma resposta plausível, ou seja, quais foram os fatores que você levou em consideração na sua resposta e qual foi a sua linha de raciocínio para atingir tal resultado.

 

DICAS VALIOSAS

Independente do tipo de pergunta, existem algumas dicas que são essenciais em qualquer entrevista:

Sempre dê respostas positivas: é importante mostrar que você consegue encontrar motivação e tirar algum aprendizado de qualquer tipo de situação, seja ela boa ou ruim;

O entrevistador já leu seu currículo: ele já sabe sobre grande parte da sua vida. Você precisa trazer informações extras durante a entrevista.

Aja naturalmente: a entrevista serve como uma prévia de como você lidaria com as situações cotidianas da empresa, e você está sendo avaliado por quem você é, por isso, seja você mesmo.

Seja honesto: ninguém quer contratar alguém que não seja honesto, certo?

Não tenha medo de pedir feedback: independente do resultado da entrevista, não tenha medo de entrar em contato com os organizadores do processo seletivo para pedir um feedback sobre a sua entrevista. Isso com certeza ajudará em outros processos seletivos e você terá uma ideia do que as pessoas esperam se você passar.

Você é o melhor candidato para a vaga: entrevistas são mais fáceis do que parecem. Quando você entra na sala de entrevista, os avaliadores já tem uma ideia pré-formada sobre os candidatos. Cabe a você provar que eles estão certos ou errados, mostrando o seu valor e convencendo eles de que você é a melhor pessoa para aquela vaga, e se você se preparar

Quem define a qualidade da entrevista é você: de forma geral, as entrevistas não avaliam pré requisitos para a vaga (como saber algum idioma ou ter alguma habilidade específica em algum software), mas sim se você se encaixa na cultura da equipe na qual está entrando. Empresas em geral buscam pessoas que tenham vontade de aprender e se desenvolver, que saibam trabalhar em equipe, e que façam alguma coisa por paixão, não por dinheiro. Não tenha medo de sonhar alto, siga suas ambições, e lembre-se: quanto mais você se prepara, mais fácil fica o jogo.